Administradora e síndico: Entenda a função de cada um no condomínio

Para que o condomínio possa ter suas funções bem executadas e todas as áreas em ordem, seguras e cuidadas, cada um deve cumprir suas responsabilidades. Por isso, administradora e síndico devem trabalhar em conjunto – cada um com as tarefas que lhe cabem nas suas funções.

Mas você sabe o que administradora e síndico têm de tarefas em um condomínio? No artigo de hoje, você vai descobrir como o síndico e a administradora podem trabalhar juntos para manter o condomínio em boas condições para que todos possam viver ainda melhor. Boa leitura!

Responsabilidades do síndico no condomínio

O síndico é o responsável legal do condomínio, o que o leva a ter o dever de zelar pela manutenção do local, além do bem-estar e segurança dos moradores. Afinal, ele é a pessoa eleita em assembleia geral por todos, e deve honrar seu compromisso perante a maioria dos votos que o elegeu.

Seus cuidados com o condomínio se resumem em guardar toda a documentação do condomínio, além de representá-lo em juízo, quando necessário. Além desse lado jurídico, o síndico também precisa ser um bom comunicador, pois é ele o responsável pela mediação de problemas entre moradores.

Na prática, o síndico precisa conseguir gerenciar todas essas tarefas com um custo mínimo, evitando excessos de gastos e o aumento do rateio entre os moradores. Desta forma, sua gestão será eficiente e respeitada por todos.

Para resumir as principais funções, podemos listar as seguintes responsabilidades:

  1. Mediação de conflitos
  2. Autorização de compras e pagamentos
  3. Convocação de assembleias
  4. Acompanhamento do trabalho do zelador
  5. Contratação e demissão de funcionários
  6. Garantir o cumprimento das regras do condomínio
  7. Cuidar da manutenção preventiva

Responsabilidades da administradora de condomínio

Quem garante os serviços de uma administradora de condomínio tem uma grande vantagem, pois ela facilita uma série de tarefas. A empresa faz toda a operacionalização da gestão do condomínio, otimizando o trabalho e o atendimento aos moradores.

Com uma administradora, as questões tributárias e financeiras são administradas com mais facilidade, o que garante que as questões legais estejam sempre em ordem. Ao todo, são mais de 140 atividades que ela pode ajudar – entre elas:

  • Prover assistência jurídica
  • Organizar informações em um portal online
  • Cuidar do treinamento de funcionários
  • Elaborar comunicados
  • Emitir boletos
  • Fazer pagamento de contas, análise tributária e prestação de contas
  • Realizar cotações e pedidos de compras
  • Fazer controles de Normas Reguladoras, ou NRs e garantir que elas estão sendo cumpridas
  • Dar suporte total ao síndico em suas tarefas diárias

Contar com uma administradora mantém as tarefas em ordem e permite uma convivência mais tranquila no condomínio. Isso não quer dizer que ela estará acima do síndico ou das decisões dos moradores – a administradora apenas é um meio facilitador e otimizador das tarefas mais complexas de um condomínio.

Agora que você já sabe as principais obrigações do síndico e administradora, fica muito mais fácil saber a quem recorrer. E se precisar de ajuda, conte com a DGT. Solicite um contato e conheça todos os benefícios que oferecemos para o seu condomínio!

Por | 2018-05-13T22:50:49+00:00 3 de maio de 2018|0 Comentários
DGT Administradora de Condomínios
A DGT é uma administradora de condomínios fundada em 1978. Atualmente, contamos com escritórios em Osasco, Alphaville e em Santana, Zona Norte de São Paulo. A partir deles, atendemos mais de 180 condomínios na Zona Oeste e Zona Norte de São Paulo, além de municípios da grande São Paulo, como Osasco, Barueri e região além de Guarulhos.

Deixar Um Comentário

jQuery(".acesse-condominio").click(function(){ ga('send', 'event', 'Home', 'Clique', 'Condominio'); });