(11) 3652-6160 sac@dgtadm.com.br

Como devem ser realizadas as assembleias de condomínio

Gostou? compartilhe!

Como devem ser realizadas as assembleias de condomínio

A assembleia de condomínio é a reunião onde são decididas questões importantes para todos os moradores, como a eleição do novo síndico e melhorias no condomínio. Por isso, é de suma importância que os moradores levem o evento com seriedade.

A Assembleia Geral de Condomínio é prevista por lei e possui duas versões diferentes. Para que você entenda como devem ser realizadas as assembleias de condomínio, confira agora a característica de cada tipo e veja dicas de como aproveitar da melhor forma esses encontros, a fim de tornar o seu condomínio um lugar tranquilo e prazeroso de se viver.

Tipos de assembleias de condomínio

Existem duas formas de realizar a assembleia geral de condomínio. São elas:

Assembleia Geral Ordinária: prevista no Código Civil, essa assembleia deve ser realizada ao menos uma vez ao ano. Nela, são discutidas assuntos gerais do condomínio e de interesse comum, como alteração do Regime Interno, prestação de contas, aprovação de orçamento e despesas, entre outros.

Assembleia Geral Extraordinária: é realizada quando há assuntos de urgência a serem tratados. Casos como rateio de despesas extras e reformas no condomínio, devem ser decididos por todos. E como são temas que não podem esperar pela próxima reunião, há uma convocação extra para tomar as devidas decisões em comum acordo.

No entanto, a frequência dos condôminos ainda é muito baixa em ambos os tipos de assembleias.. De acordo com pesquisa realizada pelo portal SíndicoNet, o quórum médio das assembleias é de, em média, 15% dos condôminos.

É fundamental acompanhar e expor suas opiniões durante esses encontros, para que você possa contribuir ativamente para a melhoria do local onde mora. No entanto, se você paga aluguel, só pode participar das assembleias caso tenha uma procuração legal, registrada em cartório, mostrando que o proprietário autoriza ser representado pelo inquilino.

Durante a assembleia, o síndico desempenha a função de mediador, mantendo a ordem e a coletividade. Ele também faz a convocação da assembleia e contabiliza os votos das medidas tratadas.

Dicas para uma assembleia de condomínio produtiva

Com algumas atitudes todos podem tornar o momento mais produtivo sem tomar tanto tempo. É fundamental que todos tenham respeito com o próximo e seja tratado apenas o que foi proposto no documento da convocação. Assuntos como garagem, barulho e outros problemas individuais devem ser abordados em outro momento.

Vale também compor uma mesa com mais pessoas, com uma presidência, secretaria e tesouraria. Desta forma, há transparência e mais pessoas participando da gestão. Em casos de haver uma administradora de condomínios, esta também deve estar presente e fazer suas pontuações, se necessário.

contratação de uma administradora de condomínios é a forma mais simples e prática de realizar as assembleias de condomínio e tornar o dia a dia do local mais tranquilo. Assim, os condôminos se sentem mais seguros ao saber que há uma pessoa especializada no assunto cuidando de seu patrimônio.

Conte com a DGT Condomínios e descubra como morar em condomínios pode ser ainda mais prazeroso. Entre em contato e solicite uma visita – você vai se surpreender com as nossas propostas!



Gostou? compartilhe!