(11) 3652-6160 sac@dgtadm.com.br

Como evitar brigas no condomínio

Gostou? compartilhe!

Como evitar brigas no condomínio

O dia a dia em um condomínio pode gerar muitos conflitos, e saber administrar as opiniões e humores dos moradores é um grande desafio para o síndico. Para quem é responsável por tomar decisões importantes e gerenciar reclamações e brigas, é preciso ficar atento e saber agir corretamente.

Mas você sabe evitar brigas sem gerar mais problemas para o condomínio? Para te ajudar, trouxemos algumas dicas de como administrar brigas entre vizinhos e qual a melhor conduta para evitar que incidentes como esse aconteçam.

Garanta que todos estejam cientes das regras do condomínio

Um bom começo para que não haja problemas entre os moradores é esclarecer todas as regras do condomínio, como vagas de garagem, uso das áreas comuns, realização de festas, reformas, entre outros.

Casos como fumar em local proibido e prejuízo causado por visitantes são algumas das situações que mais geram problemas, e que podem ser facilmente esclarecidos com as regras do condomínio.

Com todos os pontos esclarecidos, é mais fácil esclarecer quais condutas são aceitas no condomínio. Assim, caso houver alguma infração que possa gerar brigas, a mediação se torna mais fácil.

Seja imparcial

Em um momento em que os ânimos se exaltam, o síndico precisa ser totalmente imparcial. Ouça os dois lados e mantenha a calma para mediar este conflito. Vale também levar as partes a um local reservado e tentar acalmá-los para iniciar a conversa e resolução do problema.

Cuidados com discussões durante assembleia

Esse é um evento que geralmente causa brigas entre os moradores. Por isso, o síndico precisa ter foco e ser firme para evitar esses problemas que acabam atrasando o andamento da reunião tão importante para decidir questões que influenciam diretamente no dia a dia de todos.

Antes de iniciar, informe que só serão discutidos os temas presentes na pauta, evitando discussões desnecessárias. Outra medida que também ajuda a amenizar problemas é estipular horário de início e fim. Vale também fazer uma reunião que não se estenda tanto.

Evite interferir

Quando dois moradores estão em conflito, o condomínio deve evitar interferir. Isso porque se o síndico tentar apartar, ele pode se tornar parte da briga. A melhor forma é, em casos mais graves, chamar a polícia e deixar que ela tome as devidas providências. Isso porque se a briga é por motivo pessoal, não é da responsabilidade do síndico intervir – exceto se esse conflito esteja comprometendo o patrimônio.

O síndico tem suas responsabilidades e responde pelo condomínio, mas também é um condômino e tem seus limites de atuação. Por isso, é preciso ter o bom senso na hora de mediar brigas entre moradores.

Com a ajuda de uma administradora de condomínios, o síndico terá um apoio legal e de pessoas especializadas em gerir um condomínio em todos os aspectos. É isso que a DGT faz por você. Com uma equipe preparada para resolver questões fiscais, financeiras e até mediação de conflitos. Solicite um contato e descubra todas as vantagens de ter uma empresa de credibilidade que pode fazer do seu condomínio um lugar mais conservado e melhor para se viver.



Gostou? compartilhe!