(11) 3652-6160 sac@dgtadm.com.br

Dicas para controle gerencial predial

Gostou? compartilhe!

Dicas para controle gerencial predial

Sem o controle gerencial predial, certamente o seu condomínio seria uma bagunça. Isso porque com tantos afazeres e tantas obrigações e regras a serem cumpridas, o gerenciamento de cada departamento deve ser controlado.

É fundamental que esse controle esteja sendo executado com cautela e o máximo de atenção, com o objetivo de minimizar erros e garantir o bom andamento das atividades do condomínio.

É importante que o responsável por esse controle gerencial predial, esteja apto para lidar com as mais diversas situações. Separamos algumas dicas para quem deseja ter um melhor controle a respeito desse controle, para que seu gerenciamento seja eficaz.

1. Comunicação

A primeira dica é: comunicação. Para a administração de qualquer local, especialmente um ambiente que envolve muitas pessoas (e no caso, suas respectivas famílias) é primordial uma comunicação clara e eficaz.

Todas as atividades, novidades, reformas, regras e modelos de gestão devem estar alinhados entre todos os responsáveis, e posteriormente, com quem sofrerá essas alterações também.

Muitos erros e conflitos se dão por falhas de comunicação e costumam gerar diversos prejuízos. Evite que durante sua gestão, esse tipo de deficiência aconteça.

2. Administração Financeira

A administração financeira é um ponto chave. Responsabilidade, ética e bom senso são três qualidades que permeiam essa função. Na hora de realizar a gestão de um prédio, todos os custos, entradas e saídas devem ser ponderados, discutidos, e escalados por sua relevância.

É preciso pensar: qual a prioridade neste momento? O que irá atender a necessidade da maioria? Este gasto é de fato, necessário? Questões como essas devem ser continuamente realizadas para exercer a função administrativa com sabedoria.

E no quesito gerenciamento, é importante se preocupar em manter tudo arquivado, tudo registrado, emitindo todos os documentos necessários que comprovem cada investimento.

3. Administração Legal

Outro ponto é contar com uma equipe especializada para administrar questões burocráticas que envolvem o gerenciamento predial. Uma contabilidade, ou uma equipe de assistência jurídica, são primordiais nesses casos.

Além de garantirem de maneira legal, todos os deveres e direitos de administradores e moradores, outras pendências como pagamento de impostos, contratos, e demais necessidades, sejam realizadas por profissionais capacitados, imparciais e que garantam a procedência de todo o planejamento envolvido.

4. Relacionamento

Nem só de questões burocráticas e financeiras vive uma empresa, e com um condomínio, não seria diferente. A administração e controle de conflitos é um dos aspectos essenciais para o controle gerencial predial.

Problemas de relacionamento, conflitos na convivência e na submissão a regras, invasão de espaço, dificuldade de adaptação, entre outros problemas comuns num ambiente onde pessoas dividem um espaço próximo, também fazem parte de uma boa administração.

É preciso ter cautela, paciência, e capacidade de minimizar situações desagradáveis, para que o andamento do prédio possa ser positivo e todos estejam satisfeitos.

A tarefa de gerenciar um condomínio vai além de estética e pequenas preocupações como a manutenção de um interfone. É importante que os profissionais designados para estas tarefas, tenham a capacidade de lidar de maneira imparcial, profissional, ética e coerente, sempre buscando realizar a melhor gestão para todos os envolvidos.

Não é uma tarefa simples, mas com a dedicação e colaboração de todos, é possível.



Gostou? compartilhe!